Resenhas Oscar 2018: Indicados a "Melhor Filme" - Parte 1: "A Forma da Água" e "Corra!"


ATENÇÃO! ESTE POST PODE CONTER SPOILERS!


Após a divulgação da lista de indicados ao Oscar 2018 na última terça-feira (23), chegou a hora de analisar os filmes que concorrem a maior premiação do cinema hollywoodiano. A primeira parte contará com uma breve resenha dos longas "A Forma da Água" (líder de indicações desta edição, com 13 no total) e o suspense bizarro "Corra!", confira:


"A Forma da Água★★★★★

Ficha Técnica:
- Título Original: "The Shape of Water"
- Direção: Guillermo del Toro
- Roteiro: Guillermo del Toro e Vanessa Taylor
- Parte do Elenco: Sally Hawkins, Michael Shannon, Doug Jones, Octavia Spencer, Michael Stuhlbarg, Richard Jenkins
- Indicações: "Melhor Filme", "Melhor Direção", "Melhor Atriz", "Melhor Ator Coadjuvante", "Melhor Atriz Coadjuvante", "Melhor Roteiro Original", "Melhor Fotografia", "Melhor Figurino", "Melhor Mixagem de Som", "Melhor Edição de Som", "Melhor Design de Produção", "Melhor Montagem" e "Melhor Trilha Sonora Original"
- Trailer: clique aqui



Resenha meio leiga:
A história gira em torno do amor entre a zeladora muda Elisa, que trabalha em um laboratório experimental do governo durante a Guerra Fria nos Estados Unidos, e um ser meio humano meio anfíbio. Com o sofrimento do bichano diante aos maus tratos do chefe interino do laboratório, a muda fofa move montanhas para salvar o seu amor de outro mundo e tirar ele das garras do governo.

A simplicidade da personagem de Elisa junto com a atuação impecável da atriz Sally Hawkins é o ponto mais marcante durante todas as duas horas do filme, na minha opinião. Enquanto o bicho estranho sofre, ela sofre junto com ele, e o jeito à la Amélie Poulain de conquistar a confiança do ser é de se emocionar.

Um ponto bem bacana é a amizade entre Elisa e o vizinho Giles, que ensina ela a dançar, a sentir o amor através de pequenas coisas e a ajuda (e muito) no rapto do bicho. Falando em amizade, ela também conta com a ajuda da amiga, interpretada pela ótima Octavia Spencer, e que mesmo achando que a amiga muda está louca, acaba sedendo a esse estranho amor e ajuda a shippa-lo.


Falando nos amigos, tanto Richard Jenkins (Giles) quanto Octavia estão concorrendo nas categorias de coadjuvantes. Merecidamente poderiam ganhar na categoria, mesmo achando que Octavia vence, acho bem difícil Richard vencer devido aos nomes fortes e "até melhores" que disputam com ele, mas minha torcida continua nos dois.

A delicadeza nas falas, mesmo com uma protagonista muda, arrasa muitos tagarelas das telonas desse ano. Uma mistura de lado B com roteiro "poemitizado" fazem toda a diferença nesse filme, conseguindo a faceta do filme não ficar cansado e deixando os mais fortes com lágrimas nos olhos. Isso vale também ao fato da trilha sonora que é impecável, se misturando com os diversos cenários molhados do filme inteiro, desde o apartamento de Elisa em dias de chuva (ou em uma cena que ela enche o banheiro de água quando rapta o bicho) que escoem embaixo do piso, onde fica o teto de um cinema decaído, até as infinitas cenas na chuva, somando o som do filme aos arranjos das músicas.

Um filme delicado e muito bem estruturado fazem esse longa ser um dos melhores, se não o melhor, do ano.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

"Corra!★★★★☆

Ficha Técnica:
- Título Original: "Get Out"
- Direção: Jordan Peele
- Roteiro: Jordan Peele
- Parte do Elenco: Daniel Kaluuya, Allison Williams, Bradley Whitford, Catherine Keener, Caleb Landry Jones, Betty Gabriel
- Indicações: "Melhor Filme", "Melhor Direção", "Melhor Ator" e "Melhor Roteiro Original"
- Trailer: clique aqui



Resenha meio leiga:

Sabemos que há centenas de filmes como tema principal o racismo, mas um filme como "Corra!", que usa essa temática, nunca foi visto antes. O longa é um suspense muito bem feito que gira em torno desse tema, mas de uma forma um tanto quanto bizarra, algo misturando um pouco de Black Mirror que ao invés de tecnologia é usada a hipnose para alienar as pessoas.

Resumindo o filme, Chris (Daniel Kaluuya) namora com Rose (Allison Williams) e os dois vão visitar a casa dos pais dela, mas algo bem estranho começa a acontecer. Os negros da casa falam de um jeito bem robótico, e com o desenrolar da trama, Chris começa a perceber essas coisas estranhas, até que a sogra quer hipnotizar ele e por aí vai...


Achei estranho esse filme concorrer a melhor filme na premiação esse ano, talvez pela enorme repercussão que o longa causou. É um filme muito bom de se ver, diferente, e que faz você pensar no filme inteiro o que raios está acontecendo naquela casa, mas vendo pelos outros indicados ao Oscar, é difícil acreditar que iria concorrer, quiçá ganhar. Até porque, se for pensar em um bom filme de suspense desse último ano, acho que "Mãe!" também seria um ótimo concorrente, apesar das controvérsias.

Achismos a parte, o filme tem um contexto geral bem legal e intrigante, mas nada que seria possível considerar como o melhor do ano. É um tipo de filme que vale a pena ver com a família, ficar tenso e levar uns belos sustos até, mas merecedor de Oscar, não sei se merece. A atuação de todos é muito boa, mas não acho o Daniel o melhor ator do ano também não, talvez o cunhado dele (Caleb Landry Jones) e a empregada Georgina (Betty Gabriel) mereceriam uma nomeação melhor.

Resultado de imagem para corra! gif

Por fim, o que importa é que é um bom filme, não ótimo, mas bom! Recomendo.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Observação 1: As estrelas ao lado de cada título equivale a nota geral que o autor do post atribuiu. São 5 estrelas, sendo as preenchidas calculadas e as vazias não calculadas, tendo notas somente inteiras de 1 a 5, não há decimais.

Observação 2: Não sou nenhum expert ou crítico de cinema, por isso todos os pontos aqui ditos são somente opiniões de uma pessoa leiga, ou "meio leiga". Por isso os textos e resenhas serão de poucas palavras através do ponto de vista dessa pessoa que vos fala (escreve), ok?

Observação 3: Para ver os filmes acima, confira a programação do cinema mais próximo da sua casa para ver se ainda estão em cartaz, ou alugue ou assine serviços de streaming, on demand ou veja em DVD e Blu-ray.


[imagens: Twitter / YouTube / Tumblr / Heróis da Tevê / MarketPlace / Panela de Séries]
Tecnologia do Blogger.